Quais são as 10 Coisas Que Ninguém Te Conta Sobre a Creatina? A creatina é um dos suplementos nutricionais mais populares usados por atletas e fisiculturistas em todo o mundo. Embora seja amplamente reconhecida por suas habilidades para melhorar o desempenho físico, há muitos fatos pouco conhecidos sobre a creatina que podem surpreender você. Aqui estão dez coisas que ninguém te conta sobre a creatina. 1. A creatina é naturalmente produzida pelo corpo A creatina é uma substância natural que é produzida principalmente nos rins e no fígado. Ela é feita a partir de três aminoácidos: arginina, glicina e metionina. Uma vez produzida, a creatina é transportada para os músculos, onde é usada como fonte de energia. 2. Também é encontrada em alimentos Além de ser produzida pelo corpo, a creatina também é encontrada em certos alimentos, principalmente na carne e no peixe. Portanto, uma dieta rica nesses alimentos pode aumentar os níveis de creatina no corpo. 3. A creatina não é uma substância proibida Apesar de algumas controvérsias, a creatina não é considerada uma substância proibida pelas organizações desportivas e é permitida para uso em competições. No entanto, como com qualquer suplemento, é importante usar a creatina de maneira responsável. 4. Não é apenas para fisiculturistas Embora a creatina seja popular entre os fisiculturistas, qualquer pessoa que esteja procurando melhorar sua performance física pode se beneficiar dela. Isso inclui atletas de resistência, jogadores de equipe e pessoas que simplesmente querem melhorar sua saúde e fitness em geral. 5. Pode melhorar a saúde cerebral Além de seus benefícios para o desempenho físico, a creatina também tem sido estudada por seus efeitos na saúde cerebral. Algumas pesquisas sugerem que a creatina pode melhorar a função cognitiva, especialmente em tarefas que requerem velocidade e agilidade mental. 6. Nem todo mundo responde da mesma forma à creatina A resposta à suplementação de creatina pode variar de pessoa para pessoa. Enquanto algumas pessoas experimentam aumentos significativos na força e no tamanho muscular, outras podem não ver benefícios notáveis. Essas diferenças de resposta podem ser devidas a vários fatores, incluindo a quantidade de creatina já armazenada nos músculos. 7. A creatina não é um esteróide Um equívoco comum é que a creatina é um esteróide. Na verdade, a creatina é um ácido orgânico que ajuda a fornecer energia às células do corpo, especialmente aos músculos. Ela não tem as mesmas propriedades hormonais ou os mesmos efeitos colaterais dos esteróides anabolizantes. 8. A creatina não causa desidratação ou cãibras Pesquisas mostram que a creatina não aumenta o risco de desidratação ou cãibras durante o exercício. Na verdade, porque a creatina puxa água para as células musculares, ela pode até ajudar a prevenir a desidratação durante os treinos intensos. No entanto, é sempre importante se manter bem hidratado ao usar a creatina, assim como em qualquer atividade física. 9. Nem todas as formas de creatina são iguais A creatina monohidratada é a forma mais estudada de creatina e é a que tem se mostrado mais eficaz na melhora do desempenho físico. No entanto, existem muitas outras formas de creatina disponíveis no mercado, como creatina etil éster, creatina alcalina e creatina HCL. Enquanto alguns fabricantes afirmam que essas formas são superiores à creatina monohidratada, a pesquisa ainda não conseguiu confirmar essas alegações. 10. A creatina não é prejudicial aos rins em pessoas saudáveis Muitas pessoas acreditam erroneamente que a creatina é prejudicial aos rins. No entanto, pesquisas mostram que a suplementação de creatina não é tóxica e não causa danos aos rins em pessoas saudáveis. No entanto, pessoas com doença renal preexistente devem evitar a creatina, a menos que aprovado por um médico. Conclusão A creatina é um suplemento nutricional bem pesquisado e seguro que pode melhorar o desempenho físico e possivelmente a saúde cerebral. No entanto, como qualquer suplemento, deve ser usado de forma responsável e sob a orientação de um profissional de saúde. É importante lembrar que a suplementação deve ser uma adição a uma dieta saudável e a um programa de exercícios regulares, e não um substituto para eles.

10 Coisas Que Ninguém Te Conta Sobre a Creatina

Saúde

Quais são as 10 Coisas Que Ninguém Te Conta Sobre a Creatina? A creatina é um dos suplementos nutricionais mais populares usados por atletas e fisiculturistas em todo o mundo. Embora seja amplamente reconhecida por suas habilidades para melhorar o desempenho físico, há muitos fatos pouco conhecidos sobre a creatina que podem surpreender você. Aqui estão dez coisas que ninguém te conta sobre a creatina.

1. A creatina é naturalmente produzida pelo corpo

A creatina é uma substância natural que é produzida principalmente nos rins e no fígado. Ela é feita a partir de três aminoácidos: arginina, glicina e metionina. Uma vez produzida, a creatina é transportada para os músculos, onde é usada como fonte de energia.

2. Também é encontrada em alimentos

Além de ser produzida pelo corpo, a creatina também é encontrada em certos alimentos, principalmente na carne e no peixe. Portanto, uma dieta rica nesses alimentos pode aumentar os níveis de creatina no corpo.

3. A creatina não é uma substância proibida

Apesar de algumas controvérsias, a creatina não é considerada uma substância proibida pelas organizações desportivas e é permitida para uso em competições. No entanto, como com qualquer suplemento, é importante usar a creatina de maneira responsável.

4. Não é apenas para fisiculturistas

Embora a creatina seja popular entre os fisiculturistas, qualquer pessoa que esteja procurando melhorar sua performance física pode se beneficiar dela. Isso inclui atletas de resistência, jogadores de equipe e pessoas que simplesmente querem melhorar sua saúde e fitness em geral.

 

 

5. Pode melhorar a saúde cerebral

Além de seus benefícios para o desempenho físico, a creatina também tem sido estudada por seus efeitos na saúde cerebral. Algumas pesquisas sugerem que a creatina pode melhorar a função cognitiva, especialmente em tarefas que requerem velocidade e agilidade mental.

6. Nem todo mundo responde da mesma forma à creatina

A resposta à suplementação de creatina pode variar de pessoa para pessoa. Enquanto algumas pessoas experimentam aumentos significativos na força e no tamanho muscular, outras podem não ver benefícios notáveis. Essas diferenças de resposta podem ser devidas a vários fatores, incluindo a quantidade de creatina já armazenada nos músculos.

7. A creatina não é um esteróide

Um equívoco comum é que a creatina é um esteróide. Na verdade, a creatina é um ácido orgânico que ajuda a fornecer energia às células do corpo, especialmente aos músculos. Ela não tem as mesmas propriedades hormonais ou os mesmos efeitos colaterais dos esteróides anabolizantes.

 

 

Clique aqui e Teste seus conhecimentos: 5 perguntas sobre emagrecer

 

 

8. A creatina não causa desidratação ou cãibras

Pesquisas mostram que a creatina não aumenta o risco de desidratação ou cãibras durante o exercício. Na verdade, porque a creatina puxa

água para as células musculares, ela pode até ajudar a prevenir a desidratação durante os treinos intensos. No entanto, é sempre importante se manter bem hidratado ao usar a creatina, assim como em qualquer atividade física.

9. Nem todas as formas de creatina são iguais

A creatina monohidratada é a forma mais estudada de creatina e é a que tem se mostrado mais eficaz na melhora do desempenho físico. No entanto, existem muitas outras formas de creatina disponíveis no mercado, como creatina etil éster, creatina alcalina e creatina HCL. Enquanto alguns fabricantes afirmam que essas formas são superiores à creatina monohidratada, a pesquisa ainda não conseguiu confirmar essas alegações.

10. A creatina não é prejudicial aos rins em pessoas saudáveis

Muitas pessoas acreditam erroneamente que a creatina é prejudicial aos rins. No entanto, pesquisas mostram que a suplementação de creatina não é tóxica e não causa danos aos rins em pessoas saudáveis. No entanto, pessoas com doença renal preexistente devem evitar a creatina, a menos que aprovado por um médico.

Conclusão

A creatina é um suplemento nutricional bem pesquisado e seguro que pode melhorar o desempenho físico e possivelmente a saúde cerebral. No entanto, como qualquer suplemento, deve ser usado de forma responsável e sob a orientação de um profissional de saúde. É importante lembrar que a suplementação deve ser uma adição a uma dieta saudável e a um programa de exercícios regulares, e não um substituto para eles.

 

 

Clique aqui e Teste seus conhecimentos: 5 perguntas sobre emagrecer

 

 

Leia -> 9 Alimentos que Entopem e Desobstruem Artérias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *